• Pescar piranhas no Pantanal (MS).
  • Colher açaí em Belém (PA).
  • Degustar cervejas artesanais em Blumenau (SC).
  • Andar de pau-de-arara no Sertão (CE).
  • Saborear um jantar com o cardápio da Família Imperial em Petrópolis (RJ).
  • Praticar yoga no mirante da Praia do Amor (RN).

Esqueça os passeios convencionais. A tendência agora é vivenciar ao máximo os costumes e tradições da região visitada!

Nós já falamos sobre o novo hóspede nesse outro post. Ele é antenado, conectado às novas mídias, compartilha tudo e quer conhecer a fundo o local onde escolheu passar uma temporada (seja férias, feriadão ou só um bate-volta de final de semana).

Essa é uma tendência forte em turismo e você não vai perder esse trem, né? =)

O que é o Turismo de Experiência?

Bom, primeiro vou te contar o que é considerado o turismo de experiência.

Com a mudança de consumo do novo hóspede, a satisfação em uma viagem se transformou também. Hoje o viajante está em busca de novidades que estimulem seus sentidos e sentimentos. Assim, os produtos e serviços do turismo precisam despertar emoções únicas, ser real, fazer sentido e ser inesquecível.

Em outras palavras: o turismo de experiência é todo serviço oferecido que se baseie em uma vivência local que faça com que o viajante desenvolva uma ligação emocional com o destino. Ele precisa sentir, ouvir, ver, saborear, tocar, fazer, viver!

E por que oferecer essas experiências?

Há vários motivos e dois principais:

1°) Porque as experiências atraem mais reservas diretas!

Pacotes e promoções conjuntas fazem com que o hóspede chegue ao web site do hotel ou pousada e prefira reservar a hospedagem que já conte com experiências inclusas. Assim, ele não precisa ir em dois locais diferentes (hotel e uma agência ou escola, por exemplo) para contratar tudo o que ele quer.

2°) Porque as experiências agregam valor!

Segundo o Ministério do Turismo, os serviços turísticos com experiências têm um valor entre 10% e 50% maior do que os tradicionais. Com isso é possível aumentar o valor da diária e ampliar o lucro. Bom, né? 🙂

Você conseguiu imaginar atividades que tenham potencial para se transformar em experiência aí no seu destino?

Crédito da foto: IG Turismo.

O Sebrae fez uma lista de dicas interessantes nesse ebook para descobrir o que oferecer e ser bem-sucedido na implantação do turismo de experiência no seu destino, veja abaixo:

  • preste atenção nas coisas mais simples do dia a dia local;
  • mantenha um olhar atento e maravilhe-se com o cotidiano regional;
  • quanto mais genuína a experiência, mais emocionante será para quem a vivencia;
  • nunca descuide da segurança;
  • para ser uma experiência, todos os aspectos básicos como higiene, bom atendimento e infraestrutura precisam estar resolvidos.
  • E a gente acrescenta uma dica: escolha bons parceiros, aqueles que têm credibilidade e confiança na sua cidade, sejam eles agências, guias de turismo, escolas, instrutores, restaurantes, bares, etc.

Ideias de Experiências para o Hotel oferecer aos seus Hóspedes

Abaixo mostramos algumas ideias do que oferecer ao seu hóspede e atrair mais reservas diretas.

Você pode fazer parcerias com agências, guias turísticos, fotógrafos, escolas, instrutores de esportes, restaurantes, fábricas de produtos típicos, produtores locais, artesãos, spas, enfim, a criatividade é o limite!

Veja algumas ideias de Turismo de Experiência:

  • City tour temático: como passeios para conhecer ateliers, locais históricos, lugares “escondidos”, ou cenários de novelas e filmes – como “Roteiro do Filme Tieta”.
  • City tour de bike ou a pé (o walking tour).
  • Conhecer a cultura local a fundo, como a vivência nas aldeias indígenas.

Foto reprodução a partir de Mundo na Bagagem.

  • Experiências gastronômicas como jantares típicos e degustações de vinhos e cervejas.
  • Aulas de culinárias com um chef local ensinando um combinado de pratos típicos.
  • Aulas de surfe, mergulho, artes marciais, sandboard, ou algum esporte tradicional da sua região.
  • Mini-aula de português para público internacional.
  • Workshop de artesanatos regionais.
  • Uma sessão fotográfica profissional nos principais pontos da cidade – isso é ótimo para pousada de praia que recebem muitos casais.
  • Paparazzi no seu hotel: o fotógrafo fica algumas horas fotografando os hóspedes como se fosse um paparazzi, no final apresenta as fotos para eles compartilharem online – isso gera ótima divulgação em redes sociais.
  • Tour para conhecer projetos de impacto social na sua região.
  • Colheita de frutos típicos (como a vindima na região sul com a vinicultura, açaí em Belém).
  • Mini-curso para aprender fazer queijos, doce de leite, goiabada, ou outro produto local.
Foto: Bonito Way / Divulgação.

Foto: Bonito Way / Divulgação.

  • Trilhas (hiking, trekking) na natureza conhecendo um outro lado da sua região.
  • Observação de pássaros e trilhas ecológicas para conhecer a flora e fauna local.
  • Passeios de caiaque ou de barco para apreciar o pôr do sol no mar.
  • Pesca artesanal tradicional.
  • Andar de pau-de-arara (ou transporte tradicional) para conhecer a região.
  • Aprender a meditar, fazer yoga ou alongamento à beira-mar, no parque, ou outro espaço zen da sua cidade.
  • Qual outra experiência você colocaria nessa lista?

Com essas dicas, você tem tudo para encantar o seu hóspede e oferecer para ele uma experiência inesquecível com direito a retorno! 😉

E você, já oferece turismo de experiência nos seus serviços ou em parceria com alguém? Qual o retorno?

 

E o que acha de conferir mais dicas interessantes em nosso ebook Guia Definitivo do Marketing Digital para Hotéis e Pousadas. Baixe agora gratuitamente!